Skip to main content

A startup israelense Beewise criou uma colmeia que usa inteligência artificial e monitora as abelhas por 24 horas. A capacidade é de 2 milhões de insetos.

A colmeia tem aproximadamente o tamanho de um trailer de carga e possui 24 colônias. Dentro dela há todos os favos de mel e as abelhas. Um braço robótico com visão de computador e câmeras analisa as colônias e podem identificar doenças, algo sobre os pesticidas ou algum perigo que possa ameaçar os insetos. Existe também um espaço nas laterais para que os animais entrem e saiam da colmeia.

A companhia já arrecadou US$ 40 milhões de investidores para financiamento e mais de 100 sistemas estão sendo usados em Israel e nos Estados Unidos.

“Qualquer coisa que um apicultor faria, o mecanismo robótico pode imitar”, afirmou Saar Safra, Presidente-Executivo da Beewise.

Thais Helena Bento

Jornalista de 24 anos formada pela PUC-Campinas. Já trabalhou na rádio CBN Campinas, Jornal Correio Popular, Canal Esportes Online, Rádio Brasil, Arquidiocese de Campinas e outros. É uma pessoa comunicativa, que gosta de estar com a família e os amigos e que valoriza muito o contato presencial.