Skip to main content

A cada ano a tecnologia vai avançando e isso não é diferente para o ramo dos automóveis. Já existe a direção autônoma, algo que poderia parecer do futuro.

Saiba mais sobre direção autônoma, exemplos de carros e quais os níveis existem.

O que é direção autônoma?

Autônomo: que pode determinar as próprias normas de conduta, sem interferência de outro. A direção autônoma é uma função que permite que qualquer veículo não precise de motorista para assumir o controle do volante. Podem ser chamados também de carros “sem motorista”.

Quais são os níveis de direção autônoma?

  • Nível 0: a direção depende 100% do motorista. Nesses casos os carros possuem frenagem autônoma e monitor de pontos cegos ou de mudança involuntária de faixa.

Exemplos: Hyundai HB20 e Chevrolet Onix

Foto: Divulgação

  • Nível 1: o carro pode intervir, mas a direção depende de um humano. Os modelos possuem controlador adaptativo de velocidade de cruzeiro ou assistente de manutenção em faixa.

Exemplos: Volkswagen Nivus e o Jeep Compass

Foto: Divulgação

  • Nível 2: este é o que está no mercado atualmente quando se fala de direção autônoma. O carro pode acelerar, frear e se manter dentro de faixas, mas o motorista precisa estar atento em situações de emergência.

Exemplos: SUV Volvo XC40 e Mercedes-Benz Classe E

Foto: Divulgação

  • Nível 3: É o mais avançado. O sistema guia sozinho o carro em congestionamentos, mas o motorista também precisa manter a atenção. 

Exemplo: apenas o Honda Legend (japonês)

Foto: Reprodução/internet

  • Nível 4: o carro assume todas as funções, mas em mudanças climáticas, por exemplo, o motorista pode precisar intervir.
  • Nível 5: dispensa 100% o motorista. É permitido até dar ordens com comando de voz.
Thais Helena Bento

Jornalista de 24 anos formada pela PUC-Campinas. Já trabalhou na rádio CBN Campinas, Jornal Correio Popular, Canal Esportes Online, Rádio Brasil, Arquidiocese de Campinas e outros. É uma pessoa comunicativa, que gosta de estar com a família e os amigos e que valoriza muito o contato presencial.