Skip to main content

Com certeza você já ouviu falar sobre cashback durante uma compra online, mas ficou na dúvida sobre o que era e nem se atentou ao benefício que ele pode trazer. Muitas pessoas aderiram a essa oportunidade que só vem crescendo no Brasil. Segundo o Sebrae, 6,4 milhões de empresas estão cadastradas nesse tipo de programa.

Mas o que é o cashback? Como funciona? Como posso ganhar algo com ele? Veja todas as dicas e tire todas as suas dúvidas abaixo.

O que é cashback?

Cashback é uma palavra em inglês que significa “dinheiro de volta”. O que ele representa na prática é exatamente isso: o consumidor faz uma compra e parte do dinheiro que foi gasto retorna ao banco.

Mas quanto eu recebo de volta? Isso varia bastante, mas pode ser a partir de 0,5% até 100%. No caso do valor total é raro, mas pode acontecer quando uma empresa intermediária está em busca de novos clientes.

Na maioria das situações, o cashback é uma forma de incentivar a pessoa a comprar. Por exemplo: vou comprar uma cadeira para o home office e ela custa R$500 reais em dois sites de lojas diferentes, mas em um deles há 50% de cashback. Isso reduz o gasto na metade do preço e fará o consumidor optar por essa plataforma.

Como funciona o cashback?

Para o consumidor é um processo simples: ele se inscreve em um programa de cashback, entra em um site parceiro para fazer compras, ativa a opção de receber o dinheiro de volta (através de aplicativos ou internet), a loja avisa a empresa intermediária pela compra e depois de alguns dias o dinheiro fica disponível para ser recolhido.

Alguns programas oferecem o dinheiro, quando o valor será resgatado diretamente na conta corrente do banco escolhido pelo usuário, ou crédito para reutilização, quando a pessoa fica com um saldo disponível para reaplicar o valor.

Lembrando que cada programa de cashback tem os seus detalhes e regras, então é sempre bom ler e estar por dentro ao máximo para evitar dor de cabeça.

Em outros casos até não há o parceiro intermediário, basta fazer a compra na loja parceira da própria instituição financeira que você recebe o retorno, mas na maioria há o intermediário.

Como surgiu o cashback?

No Brasil ele foi implantado em 2007 e tem ganhado força no mercado, mas foi criado mundialmente em 1998 pela empresa norte-americana Ebate. Na época, 40 lojas online ofereciam até 25% do dinheiro de volta. Esse sistema é muito usado no Reino Unidos e Estados Unidos.

Como ganhar cashback?

Ele é mais comum nas lojas online, mas também há outras maneiras. Confira quatro opções para você faturar:

  • Internet: Você realiza a compra, ativa o cashback e o dinheiro é debitado automaticamente no seu saldo bancário.
  • Lojas físicas: Na hora do pagamento, você disponibiliza alguns dados e o estabelecimento fica responsável por registrar sua compra no programa de cashback. Isso é feito geralmente em supermercados e farmácias.
  • Pagamentos e transferências: Algumas lojas têm parceria com bancos e fintechs, então ao comprar um produto o cashback é automático, não precisa ativar o recurso.
  • Em qualquer compra: Alguns programas de cashback oferecem um cartão de crédito para o usuário, assim ele usa o benefício em todas as situações, porém, é preciso pagar algumas taxas por esse cartão.

Conheça 6 aplicativos de Cashback

As empresas intermediárias geralmente possuem aplicativos para auxiliar os usuários, informar sobre promoções e ativar o cashback. Confira seis apps mais conhecidos para ter parte do seu dinheiro de volta.

  • Méliuz

É a maior empresa do ramo na Brasil, possui mais de 1.600 lojas parceiras. Para e-commerce, busque a loja no aplicativo e clique no botão de resgatar o dinheiro. Já em lojas físicas você informa o seu telefone e faz o pagamento em uma máquina da Cielo. Lembrando que é necessário gastar no mínimo R$ 20.

Há também um programa de indicações que fornece R$ 5 para você a cada compra feita por pessoas que receberam sua recomendação.

  • Beblue

Esse app funciona apenas para lojas físicas. Você cadastra seu CPF no software, faz a compra na loja com cartão de crédito ou débito em uma máquina própria da BeBlue (aceita Visa, Mastercard, Elo e Hipercard). O pagamento na loja precisa ser de no mínimo R$ 20. Esse app também tem o benefício de indicações.

  • PicPay

Essa plataforma é um pouco diferente e possibilita cashback entre pessoas físicas e lojas online e físicas. Ele permite por exemplo o pagamento e parcelamento de boletos, transferências, compras em lojas, jogos online e crédito para celular e transporte. O usuário recebe o valor de volta no saldo da carteira, fazendo essas ações no próprio app.

Para lojas físicas, é preciso pagar a compra através do app via QR Code em máquinas da Cielo. Outra informação também é sobre o rendimento, que é aplicado em 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e rende aproximadamente 5% a ano.

  • Ame Digital

Para utilizar, é necessário baixar o aplicativo e pagar as compras por QR Code através dele.  Uma diferença entre outras plataformas: o valor de cashback não pode ser transferido para uma conta corrente, mas é disponibilizado para compras online, como nas Lojas Americanas, Submarino e outras.

Ele possibilita também o pagamento de contas e a transferência de saldo entre usuários do app.

  • Cashback World

Essa plataforma é menos conhecida e apresenta um modelo diferente. O usuário recebe um cartão para realizar as compras em lojas parceiras e receber o dinheiro de volta no saldo da conta. O valor é devolvido de forma automática após atingir R$ 25.

Outra diferença é o crédito extra (chamados de shopping points) usado em promoções específicas no app. Parte dos ganhos da empresa é revertido em ONGs.

  • Mooba

Esse sistema, que foi desenvolvido pelo grupo Reclame Aqui, possui vários pontos diferentes. O primeiro é que ele consiste em um plugin (extensão para o seu PC) para Google Chrome e Mozilla Firefox que alerta quando há uma chance de receber cashback. O valor volta automaticamente para a conta bancária cadastrada.

O usuário recebe também um cartão que pode ser usado para compras e até sacar o valor recebido.

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 24 anos, trabalha na rádio CBN Campinas e apresenta/participa do CBN Esportes. É comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos e valoriza muito as relações.