A Amazon pretende utilizar câmeras com inteligência artificial (IA) para monitorar entregadores enquanto estão dirigindo. A informação é do “The Information”, divulgada dia 3 de fevereiro.

A proposta é que tenha um dispositivo com duas ou quatro câmeras e que filme o trajeto do motorista dentro do carro. Essas imagens serão analisadas com inteligência artificial para observar a condução do entregador ao volante. Será usada a plataforma Driveri, da empresa americana Netradyne.

Amazon vai usar câmeras com inteligência artificial para monitorar entregadores

Foto: Reprodução/Amazon

Segundo a Amazon, para o “The Verge”, a empresa está investindo em segurança para as operações e recentemente disponibilizaram uma “tecnologia de segurança baseada em câmera líder do setor” para a frota de entrega. Afirmou ainda que isso vai ajudar os entregadores a se sentirem mais seguros enquanto estiverem na estrada.

No entanto, um entregador disse em entrevista ao “The Information” que a preocupação será em “qualquer possível erro que a inteligência artificial pensa que viu”.

Como vai funcionar esse monitoramento?

A Amazon publicou um vídeo no Vimeo, não listado, explicando como será o funcionamento do Driveri. A gerente sênior de segurança da companhia, Karolina Haraldsdottir, explica todos os detalhes.

O aparelho filma o tempo todo dentro do veículo, mas não capta áudio. Ele tem um LED para mostrar se as imagens estão sendo captadas. Outro ponto é que não realiza transmissões ao vivo.

Amazon vai usar câmeras com inteligência artificial para monitorar entregadores

Foto: Reprodução/Amazon

No total, 16 ações feitas pelo motorista irão acionar o sistema. Na primeira categoria são problemas que emitem alerta em áudio: excesso de velocidade, distração no volante, avançar em placas de “Pare” etc. Nesse tipo padrão, o sistema emite mensagens em áudio como “por favor, reduza a velocidade”.

Na segunda categoria não há alertas com som, mas o sistema identifica freadas bruscas, pequenos impactos, estar sem o cinto de segurança e outros erros. 

Na terceira categoria são casos em que o entregador pode ativar manualmente o alerta. O sistema identifica também se o carro não está a uma distância segura de outros veículos e se o local de entrega está fechado ou é inacessível. 

As análises são feitas com inteligência artificial e as imagens são enviadas para uma equipe, caso tenha alguma dessas 16 ações. Um número limitado de pessoas tem acesso a elas. Após o carro ser desligado é possível desligar as câmeras.

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 23 anos e também atua como produtora esportiva. Comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos no tempo livre e valoriza muito as relações.