Skip to main content

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o edital que estabelece as regras para o leilão do 5G. A tecnologia promete uma velocidade de internet mais rápida. A validação foi feita em reunião do Conselho Diretor no dia 25 de fevereiro. 

Anatel aprova regras do edital para leilão do 5G no Brasil

Foto: Anatel/Reprodução YouTube

O processo tinha sido adiado no começo de fevereiro, pois os conselheiros pediram mais tempo para análise do edital. A nova reunião demorou quase seis horas e teve três votos a favor e dois contra.

O 5G vai ocupar a faixa que é usada atualmente para transmitir o sinal da TV aberta para as antenas parabólicas. Por esse motivo, as operadoras vão financiar a troca para novas antenas a população de baixa renda, que faz parte do cadastro único do Governo. O edital prevê as faixas 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz no Brasil.

A proposta é que o 5G seja implementado até o dia 31 de julho de 2022 nas capitais e o Distrito Federal. Cada cidade receberá a tecnologia aos poucos, de acordo com o número de habitantes.

  • Mais de 500 mil pessoas – Até julho de 2025
  • Mais de 200 mil pessoas – Até julho de 2026
  • Mais de 100 mil pessoas – Até julho de 2027
  • 50% das cidades com mais de 30 mil pessoas – Até julho 2028
  • Todas as cidades com mais de 30 mil pessoas – Até julho de 2029

Segundo o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, a implantação da tecnologia vai ser positiva para conectar regiões do país que não possuem sinal de internet: “Fibra ótica para Norte e Nordeste. O Norte conectado, que será muito importante. Vamos atender de 10 milhões de pessoas levando internet. Cobertura das rodovias federais, que nós também colocamos no leilão. Levar internet para todas as localidades acima de 600 pessoas. Isso é de fundamental importância. A migração ao invés da mitigação para ter uma solução eterna e efetiva. Se a gente pode realmente realizar um serviço que vai resolver de uma vez por todas, porque colocar um filtro para mitigar? Eu acho que é importante, com o tempo vamos conseguir limpar a faixa e será mais um ativo da Anatel”.

O próximo passo agora é o Tribunal de Contas da União (TCU) analisar o edital para leilão do 5G. 

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 24 anos, trabalha na rádio CBN Campinas e apresenta/participa do CBN Esportes. É comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos e valoriza muito as relações.