Skip to main content

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), que está vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, afirmou que as empresas Apple e Samsung não convenceram com seus argumentos ambientalistas sobre não vender os carregadores juntos com alguns modelos de celulares. 

O órgão entrou em contato com as companhias e para elas continuarem com essa atitude vão precisar aceitar o Termo de Ajustamento de Conduta, que visa “estabelecer obrigações para atuar no melhor interesse do consumidor”. Se isso não acontecer em forma de acordo, as empresas podem receber uma multa de até R$ 10 milhões.

A Apple não se manifestou sobre o caso. Já a Samsung disse que ainda não recebeu a notificação e que disponibilizou de forma gratuita um adaptador para todos os consumidores que compraram produtos da linha Galaxy S21 no Brasil até 30 de abril.

Tudo começou em outubro do ano passado, quando a Apple anunciou o iPhone 12 sem o carregador devido as preocupações ambientais. A Samsung fez o mesmo no aparelho S21. Nessa ocasião a empresa da maça foi multada em março em R$ 10,5 milhões pelo Procon-SP pela falta do item.

A Senacon afirmou que as empresas tomaram a decisão de forma unilateral e que não discutiram sobre as questões ambientais.

Outras empresas consultadas sobre esse assunto foram Motorola, LG, Asus e Xiaomi.

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 24 anos, trabalha na rádio CBN Campinas e apresenta/participa do CBN Esportes. É comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos e valoriza muito as relações.