Skip to main content

A biblioteca de ferramentas para desenvolvedores de aplicativos, Google Play Core, possuía uma falha que permitiria o roubo de dados dos usuários através dos apps. Entre eles estão alguns muito utilizados pelos amantes da tecnologia: Facebook, WhatsApp, Instagram e Google Chrome.

A Google já corrigiu o erro e agora os responsáveis pelos softwares precisam atualizar os sistemas para garantir a segurança dos usuários. O levantamento é da empresa Check Point.

Ainda segundo a companhia, 8% dos aplicativos que foram analisados possuíam uma versão vulnerável, como XRecorder (gravador de tela), Microsoft Edge (navegador) e Grindr (aplicativo de relacionamento).

No total da pesquisa, 14 plataformas estavam com problemas e juntas deixariam quase 850 milhões de pessoas vulneráveis aos ataques. Seria possível o roubo de dados como senhas, mensagens privadas e acessos a outros recursos.

Saiba mais sobre a falha

Segundo a Check Point, a falha encontrada permitiria a execução de um código por um aplicativo em qualquer outro app que usasse a Google Play Core, passando por cima de uma proteção do sistema operacional Android.

Essa proteção não permite que um programa acesse códigos de outro no celular. Esse erro de sistema foi reportado pela primeira vez em agosto de 2019.

Os problemas que poderiam ser causados aos usuários são: cibercriminosos invadirem a sua conta do banco ou descobrirem a senha de dois fatores que chegam no celular (como no WhatsApp), ter acesso a apps corporativos e acessar redes sociais para espionar o usuário e ter acesso a localização do aparelho.

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 24 anos, trabalha na rádio CBN Campinas e apresenta/participa do CBN Esportes. É comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos e valoriza muito as relações.

Leave a Reply