O Governo Federal iniciou os testes de embarque totalmente digital no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, no dia 11 de março. A tecnologia instalada permite que os passageiros sejam identificados por reconhecimento facial, o que excluiria a necessidade de apresentar o bilhete de vôo ou documento.

O projeto tem o nome de Embarque +Seguro e foi idealizado pelo Ministério da Infraestrutura. A empresa responsável pelo desenvolvimento é a Serpro, da área de tecnologia da informação.

Aeroporto Santos Dumont recebe teste de embarque 100% digital

Foto: Infraero/Divulgação

Neste momento, os testes são realizados em Florianópolis e em Salvador e ainda exigem a passagem aérea e a assinatura em papel do passageiro para o uso do reconhecimento facial. No check-in o usuário recebe uma mensagem no celular que solicita autorização para foto e registro de nome e CPF.

No Rio de Janeiro, os testes estão restritos a passageiros voluntários da companhia Azul, que desenvolveu os pontos de identificação facial (com a ajuda das empresas TI Digicon e IDEMIA). 

Entenda melhor como funciona esse processo

  • O funcionário do aeroporto, no momento do check-in, tira a foto do passageiro voluntário e coleta dados como nome completo e CPF
  • Esses dados são interligados com a base do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o sistema verifica se a pessoa possui biometria ou CNH digital, porque assim ele pode ser reconhecido
  • Na hora do embarque o passageiro passa pelos portões com câmeras específicas para o reconhecimento e pronto, pode viajar. Não é necessário apresentar nenhum documento nesse momento. 

A expectativa é que essa tecnologia chegue a vários aeroportos brasileiros ainda nesse ano e, de acordo com a empresa que desenvolveu o projeto, o passageiro tem consciência desse cruzamento de dados com o TSE.

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 23 anos e também atua como produtora esportiva. Comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos no tempo livre e valoriza muito as relações.