Skip to main content

A Xiaomi teve um aumento nas movimentações de 19,4% em 2020 e faturou no total 245,9 bilhões de iuanes, cerca de US$ 37,7 bilhões. O lucro cresceu 28,7% e a empresa alcançou US$ 5,6 bilhões. Os dados foram divulgados dia 24 de março.

A venda de celulares movimentou bastante a companhia chinesa. Foram US$ 23,3 bilhões, 24,6% a mais do que em 2019. Em todo o mundo foram vendidos 146,4 milhões de aparelhos da marca. O quarto trimestre de 2020 também foi positivo: receita de US$ 6,5 bilhões e crescimento de 38,4%. 42,3 milhões de celulares foram comercializados mundialmente.

Os números de toda a empresa do último trimestre do ano somam US$ 10,8 bilhões, 24,8% a mais do que o mesmo período de 2019.

A Xiaomi se manifestou sobre os dados: “Durante a pandemia, nossos produtos e serviços ajudaram as pessoas a enriquecer suas vidas e a permanecerem conectadas, e a demanda por nossos produtos permaneceu saudável […] devido ao alívio das restrições de bloqueio nos principais mercados durante o segundo semestre de 2020, nosso desempenho comercial conseguiu encenar uma recuperação impressionante.”

Os outros setores da companhia também renderam bons números: inteligência artificial das coisas com lucro de US$ 10,3 bilhões e serviços digitais com US$ 3,6 bilhões.

Thais Helena Bento

Thais Helena Bento

Jornalista formada pela PUC-Campinas. Tem 24 anos, trabalha na rádio CBN Campinas e apresenta/participa do CBN Esportes. É comunicativa, gosta de estar com a família e os amigos e valoriza muito as relações.