Skip to main content

Para trabalhar na área de tecnologia é preciso ter conhecimento e saber conversar com o cliente, pois tudo deve ser planejado junto. Para criar um software é de extrema importância ter um design centrado no usuário.

Afinal de contas, é ele quem usará a plataforma. Saiba mais detalhes sobre esse tipo de trabalho e consiga ainda mais retornos positivos.

O que é Design Centrado no Usuário?

O Design Centrado no Usuário, ou User Centered Design  (UCD) em inglês, é quando o projetista coloca como prioridade as necessidades do usuário nos momentos de decisão.

É muito importante que o usuário faça parte do processo de desenvolvimento e que seja lembrado sempre. Por outro lado, “os usuários não são projetistas, e projetistas não são usuários”, afirmou J. NIELSEN.

Leia também: O que é prototipagem de software?

Outro ponto na hora de desenvolver um software é analisar e prestar atenção nas etapas que o cliente está envolvido no trabalho dele.

No momento de conversar e discutir ideias sobre o desenvolvimento, ele pode dar respostas muito simples e gerais e elas vão atrapalhar o trabalho do projetista. Se o trabalho for sobre o controle de estoque de uma loja, por exemplo, faça diversas perguntas como por exemplo

Como é feito o controle de estoque? Que atividades são mais importantes e quais são  menos importantes? Quais são as dificuldades? Qual processo é mais simples? E qual processo é mais complexo?.

Não caia no erro de perguntar o “que você quer?”. Na verdade, o cliente não sabe o que é e também não entende sobre a tecnologia. É o projetista que precisa explicar melhor, lembrando de sempre entender o usuário. Segundo Steve Jobs, “as pessoas não sabem o que elas querem até que você mostre para elas”.

Etapas do Design Centrado no Usuário

A comunicação entre o projetista e o cliente é fundamental para o bom planejamento e execução do projeto. Para A. WILLIAMS, esse tipo de design abrange diferentes áreas, como a Interface Humano-Computador (leva em consideração características físicas e psicocognitivas dos usuários) e a Engenharia de Usabilidade (busca entender os objetivos da pessoa).

1) Pesquisa de Design

Homem olhando para um painel com várias anotações. Entenda sobre o Design Centrado no Usuário

1.1 Planejamento

A primeira etapa deve ser o planejamento. Nada será bem feito se não for bem planejado e organizado desde o início. Nesse momento é preciso ter em mente o objetivo, as restrições e suposições do projeto.

Para isso, é preciso conhecer todos os stakeholders, que são todas as pessoas envolvidas com o negócio (usuário final, dono da companhia, equipe da administração etc). Quanto mais você souber, mais vai mostrar o seu trabalho e de forma personalizada.

1.2 Condução

Essa será a forma que você vai conhecer a empresa, os colaboradores e as atividades feitas. Primeiro é necessário entender sobre a empresa e a linha de trabalho e linguagem.O bate papo com os funcionários não precisa ser tão formal, é possível marcar um café para esse momento.

Há diferentes formas para a sua pesquisa: entrevista pessoalmente (face a face, olho no olho), perguntas abertas (respostas dissertativas) e fechadas (objetivas), entrevista online e pessoal (quando a pessoa responde ao questionamento realizando a atividade e não respondendo).

1.3 Análise

Nessa etapa o responsável pelo projeto vai analisar todas as informações coletadas e depois determinar o que será feito, quais propostas e qual a prioridade.

1.4 Reporte

Esse é o momento de repassar o que foi pensado para as pessoas envolvidas, após aquela conversa para conhecer melhor a empresa e os objetivos. A apresentação pode ser feita através de um relatório ou uma conversa com apresentações de materiais.

2) Desenho

Mulher com uma caneta anotando em um caderno. Entenda sobre o Design Centrado no Usuário

Após a primeira etapa, que é o planejamento, é hora de unir as informações e seguir com o trabalho com um desenho. Uma forma é a prototipagem de software. Esse desenho vai sintetizar as ideias traçadas e organizar de uma melhor forma tudo o que deve ser feito.

3) Avaliação

Homem apontando para uma quinta estrela dourada. Entenda sobre o Design Centrado no Usuário

Esse é o terceiro e último ponto do processo de Design Centrado no Usuário. É quando tudo o que foi feito e colocado no papel no desenho é avaliado pelo cliente.

Assim, é possível que projetistas e usuários conversem de forma aberta para verificar se o planejamento corresponde às necessidades da empresa e se o trabalho pode seguir. Melhor será o resultado final quanto mais esse processo for organizado e discutido.

E na hora de cobrar o cliente?

É muito importante pensar também em qual será o custo do usuário. Há duas opções: um valor único para investir (com foco no cliente e em um software fácil) ou um valor periódico (para treinar cada novo colaborador da empresa, pois é essencial que todos saibam usar o programa).

Thais Helena Bento

Jornalista de 24 anos formada pela PUC-Campinas. Já trabalhou na rádio CBN Campinas, Jornal Correio Popular, Canal Esportes Online, Rádio Brasil, Arquidiocese de Campinas e outros. É uma pessoa comunicativa, que gosta de estar com a família e os amigos e que valoriza muito o contato presencial.