Skip to main content

As empresas possuem um grande volume de dados e buscam a obtenção de melhores resultados a partir da coleta destas informações.

Contudo, o tratamento e a estruturação de todas essas informações em apenas um relatório podem ficar comprometidos, quando não se tem um sistema que interprete e simplifique a análise e interpretação desses dados. 

Por isso, as empresas se aliam à tecnologia para contribuir na análise de informações e estatísticas para poderem obter o melhor diagnóstico e tomar decisões mais assertivas.

Semana passada trouxemos para vocês uma das ferramentas mais usadas para este fim: a ERP e como sua integração com uma fintech podem ajudar a melhorar a gestão do seu negócio, otimizar o tempo, minimizar os erros e reduzir os custos. 

Ainda não leu? Clique aqui e dê uma olhada nessas dicas!

E para complementá-la, essa semana falaremos sobre o BI, mais um aliado importante para as empresas. 

O que é BI (Business Intelligence)? 

BI, ou inteligência de negócios, é usado para auxiliar na tomada de decisões. Abrange todos os setores da empresa, desde o financeiro, operacional, comercial, até o marketing. 

Mas diferente de uma ERP, que é o local onde você insere os dados, o BI analisa e trata esses dados. 

Logo, o BI é um conjunto de técnicas e ferramentas que tem como objetivo oferecer suporte à tomadas de decisão e monitoramento de resultados.

Ou seja, agrupa diferentes fontes de dados, teoria, metodologias, processos e estruturas que transformam uma quantidade grande de informações em informações essenciais para uma boa gestão. 

E por que é necessário? 

Bom, as informações de cada relatório geradas sozinhas não significam muito, mas quando trabalhadas em conjunto podem revelar uma série de insights que vão ajudar os gestores. 

Por isso, por intermédio da inteligência artificial e outras práticas, é possível que a empresa interprete e analise os dados e informações, a fim de identificar oportunidades e riscos. 

Conheça os benefícios do BI

Investir em um BI vai auxiliar a organização a estruturar um planejamento mais estratégico e construir vantagens mais competitivas, sustentáveis e que agreguem valor ao negócio. 

Esse sistema dá velocidade à tomada de decisões e gera mais qualidade e eficiência nas operações, além de otimizar o processo, uma vez que, disponibiliza em suas telas relatórios com panorama geral da sua empresa e com informações concretas.

E essa abordagem é importante, quer entender melhor? 

Vamos supor que a sua empresa precisa se posicionar no mercado ou deseja conceber um novo produto, por exemplo, ou até mesmo em relação aos conteúdos de publicações em redes sociais, os insights obtidos no processo de BI podem dar um norte para a tomada dessas decisões.

Assim, o risco de tomar a decisão errada é menor e, caso aconteça, a medição de desempenho e resultados – outra funcionalidade do BI – facilitará a correção do projeto. 

Ademais, a aplicação dessa ferramenta possibilita que a organização:

  • Identifique os custos sobressalentes;
  • Descubra oportunidade de negócios;
  • Tenha um relatório acessível de dados;
  • Reações rápidas às demandas do mercado.

Portanto, implementar as práticas de Business Intelligence agrega inteligência ao negócio e ajuda a reduzir os custos, com a agilidade, otimização de processos e com a possibilidade de analisar as informações de forma mais assertiva antes da tomada de decisão. 

Como implementar o BI na sua empresa?

Estabelecer uma estratégia de BI, vai além de implementar um processo tecnológico, sendo necessário que essa ferramenta seja parte de um planejamento voltado para resultados, pois não adianta ter uma excelente ferramenta mal gerida. 

Portanto, o primeiro passo é definir os objetivos da sua empresa. Esse será o principal para que consiga aproveitar da melhor forma essa ferramenta, pois ela pode ser utilizada em duas esferas: a preditiva e a prescritiva. 

A preditiva pode ser utilizada para analisar, por exemplo, tendências futuras e preparar a empresa para encarar alguma mudança de cenário. 

Já a prescritiva, aponta as soluções para otimizar ou corrigir algum processo que já está implementado. 

Além disso, é preciso que sua empresa tenha uma equipe engajada. Isso significa que todos os gestores devem ter acesso.

Estamos falando de um sistema que gera informações em tempo real e deixar apenas uma pessoa responsável por gerar ou passar as informações e relatório para os demais é deixar de utilizar a ferramenta em todo o seu potencial. 

É importante que você defina bem os KPIs (indicadores-chaves de desempenho) da sua empresa.

Uma ferramenta de BI pode gerar relatórios de diversos processos, mas para que possa ser fornecido as informações certas é vital que sejam determinados os principais KPIs e que você foque neles. 

Para isso, escolha uma ferramenta completa e analise os aspectos como integração de dados, segurança, entrada de insights, compatibilidade com dispositivos móveis e sua interface. 

Qual ferramenta escolhar?

Hoje, algumas ferramentas avançadas disponibilizam a possibilidade de ter um dashboard customizado. Ou seja, painéis visuais contendo informações gráficas, facilitando a interpretação dos dados e customizado de acordo com a sua necessidade. 

São diversas opções de ferramentas disponíveis e as principais são: 

  • Data Warehouse: armazena e organiza os dados digitais;
  • Data Mart: para empresas maiores, que necessitam de divisões dos repositórios de dados;
  • Data Mining: projetado para identificar padrões nos dados e organizá-lo nos padrões pŕe-determinado;
  • OLAP (Online Analytical Processing): realiza uma ação específica nesses dados, pode simular uma situação ou ter uma resposta específica. 

Sua empresa pode adquirir softwares que contenham essas ferramentas, mas deve ter atenção com a integração, pois é ela que vai deixar seu sistema de BI ágil. 

Entretanto, dependendo da necessidade, existe a possibilidade de construir uma solução específica para sua empresa e se essa for a sua necessidade, nós da Softeo podemos te ajudar.

Para concluir, esse conjunto de processos baseado em coleta e análise de dados, tem como objetivo ajudar o gestor na tomada de decisões de forma mais ágil e efetiva. 

É necessário contar com ferramentas adequadas e com um profissional capacitado, que entenda de ciência de dados e saiba interpretar e relacioná-los com os desafios da empresa. 

Se você quiser saber mais sobre o assunto e como uma empresa de tecnologia pode te auxiliar, fale conosco! 

Yuka Takei

Desenvolvedora em formação [■■■■□□□□□□]. Aos 27 anos me descobri apaixonada por tecnologia e decidi mudar drasticamente de carreira! Sempre estou em busca de uma nova obsessão quando se trata de aprendizado e a área de tecnologia trás uma imensidão de possibilidades que me fascina. Nos tempos livres família é minha prioridade, amo viajar, ter novas experiências e ainda quero conhecer o mundo! Aqui no blog, vou compartilhar com vocês um pouco do que tenho aprendido nessa nova jornada, espero que gostem!

plugins premium WordPress